Um influenciador do Distrito Federal torna-se viral ao fazer uma análise incomum de um restaurante japonês.

0

Um vídeo se tornou viral na internet e chamou a atenção dos internautas. Nele, o influenciador de Brasília, Rodrigo Lourenço, faz uma análise de um restaurante japonês localizado na Asa Sul. O que faz esse estabelecimento ser único é a possibilidade dos clientes comerem com seus pés mergulhados em um aquário.

Rodrigo, dono do perfil de gastronomia “Comidas de Brasília”, fez esse vídeo para mostrar a nova filial do restaurante Made in Japan. Ele explorou o local em detalhes, revelando não só a decoração, mas também os pratos servidos lá, na companhia de cinco seguidoras de sua página.

A análise abordou vários aspectos do restaurante. No entanto, uma parte específica do vídeo gerou repercussão: um aquário aberto com mesas montadas para que os clientes possam mergulhar seus pés entre os peixes. Essa ideia dividiu opiniões na internet, gerando discussões sobre higiene e cuidados com os animais.

Alguns comentários feitos nas repostas do vídeo foram: “Pensando na água no final do dia depois de centenas de pés a mergulharem nela. Vou vomitar”, “É um monte de cafonice acumulada. Cadê a vigilância sanitária desse lugar?”, e “Coitados dos bichinhos, isso não é sofrimento animal? Que coisa estranha”.

Em uma entrevista ao Metrópoles, Rodrigo disse que não esperava que o vídeo se tornasse viral. Apesar de ser uma publicidade, ele deixou claro nos comentários que só compartilha publicações nas quais ele realmente acredita na proposta.

O jornal O Globo procurou o Made in Japan para falar sobre a situação dos peixes. De acordo com o filho da proprietária, Sussumu França, o restaurante tomou cuidado em obter todas as licenças necessárias e consultou biólogos para planejar um ambiente saudável para as carpas ornamentais.

“Ouvimos um biólogo, além de uma empresa especializada que cuida da manutenção e dos parâmetros da água. Toda a filtragem é específica para essa finalidade, com gerador de ozônio e luz UV para garantir o bem-estar dos peixes”, disse Sussumu, enfatizando que o estabelecimento possui todas as licenças necessárias para operar.

Um vídeo se tornou viral na internet e chamou a atenção dos internautas. Nele, o influenciador de Brasília Rodrigo Lourenço aparece fazendo um review de um restaurante japonês, localizado na Asa Sul. O que torna esse estabelecimento peculiar é que o cliente pode comer com os pés mergulhados em um aquário.
Dono do perfil de gastronomia “Comidas de Brasília”, Rodrigo fez o vídeo para mostrar a nova filial do restaurante Made in Japan. Na companhia de cinco seguidoras de sua página, ele explorou minuciosamente o local, revelando não apenas os detalhes da decoração, mas também os pratos preparados pela casa.
O review contemplou diversos aspectos do restaurante. No entanto, uma parte específica do vídeo repercutiu: um aquário aberto, onde mesas foram dispostas para que os clientes pudessem mergulhar seus pés entre os peixes. A ideia dividiu opiniões na internet, gerando discussões sobre higiene e cuidados com os animais.
“Pensando na água no final do dia após centenas de pés se banharem nela. Vou vomitar”, “É um monte de cafonice acumulada. Cadê a vigilância sanitária desse lugar?”, e “Coitados dos bichinhos, isso não é sofrimento animal não? Que coisa estranha”, foram alguns dos comentários feitos nos reposts do vídeo.
Ao Metrópoles, Rodrigo disse que não imaginava que o vídeo iria viralizar. Apesar de ser uma publicidade, ele deixou claro nos comentários que só compartilha publicações que ele realmente acredita na proposta.
“Confesso que eu me assustei no dia porque todo mundo começou a me marcar. Meu celular ficava o tempo todo notificando. Quando fui era inauguração e as mesas não estavam sendo usadas. Eu só filmei e disse como seria a proposta da forma que me explicaram”, afirma o influencer.
O Made in Japan foi procurado pelo O Globo para falar sobre a situação dos peixes. Segundo o filho da proprietária, Sussumu França, o restaurante teve o cuidado de obter todas as licenças necessárias e consultou biólogos para planejar um ambiente saudável para as carpas ornamentais.
“Ouvimos um biólogo, inclusive, uma empresa especializada que cuida da manutenção e parâmetros da água. Toda a filtragem é específica para a finalidade, com gerador de ozônio e UV para garantir o bem-estar dos peixes”, disse Sussumu, ressaltando que o estabelecimento tem todas as licenças para o funcionamento.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *