Professora tem seu carro subtraído juntamente com material de pesquisa sobre diabetes.

0

São Paulo — Na madrugada da última quarta-feira (25/10), o veículo de uma professora universitária foi roubado no bairro Aclim ação, região central de São Paulo. Dentro do carro, estavam os materiais de pesquisa da professora sobre diabetes, acumulados ao longo de 15 anos. A vítima, enfermeira de formação, dá aulas em universidades no norte e nordeste do país, como afirmou em uma entrevista à TV Record. Além do carro, os suspeitos também levaram notebooks, HDs e pen drives. A professora não possui backup do material e o veículo não estava segurado.

Em suas palavras: “Eu tinha mais de dois mil registros de pessoas diabéticas com feridas nos pés, que eu acompanhei, e mais de dez mil fotos registrando esses casos. É um material que estávamos juntando para desenvolver recursos de prevenção de amputações para essas pessoas”.

A professora também afirmou à emissora que teve que cancelar suas aulas pelo resto da semana por conta do conteúdo perdido. Ela descreveu a perda como incalculável, pois todo o seu patrimônio estava no veículo. Ela ressaltou que, além do valor financeiro representado pelo carro, havia uma grande perda intelectual.

Até o momento da publição desta reportagem, não houve informações sobre o registro da ocorrência pela Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Caso queira fazer uma denúncia ou sugerir uma reportagem sobre São Paulo, entre em contato pelo WhatsApp do Metrópoles SP: (11) 99467-7776.

São Paulo — Na madrugada da última quarta-feira (25/10), o veículo de uma professora universitária foi roubado no bairro Aclimação, região central de São Paulo. Dentro do carro, estavam os materiais de pesquisa da professora sobre diabetes, acumulados ao longo de 15 anos. A vítima, enfermeira de formação, dá aulas em universidades no norte e nordeste do país, como afirmou em uma entrevista à TV Record. Além do carro, os suspeitos também levaram notebooks, HDs e pen drives. A professora não possui backup do material e o veículo não estava segurado.

Em suas palavras: “Eu tinha mais de dois mil registros de pessoas diabéticas com feridas nos pés, que eu acompanhei, e mais de dez mil fotos registrando esses casos. É um material que estávamos juntando para desenvolver recursos de prevenção de amputações para essas pessoas”.

A professora também afirmou à emissora que teve que cancelar suas aulas pelo resto da semana por conta do conteúdo perdido. Ela descreveu a perda como incalculável, pois todo o seu patrimônio estava no veículo. Ela ressaltou que, além do valor financeiro representado pelo carro, havia uma grande perda intelectual.

Até o momento da publição desta reportagem, não houve informações sobre o registro da ocorrência pela Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Caso queira fazer uma denúncia ou sugerir uma reportagem sobre São Paulo, entre em contato pelo WhatsApp do Metrópoles SP: (11) 99467-7776.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *