O responsável pelos ferimentos e maus-tratos à irmã de Zanin é formalmente acusado de lesão intencional e maus-tratos.

0
São Paulo – A investigação da Polícia Civil de São Paulo concluiu que Rogério Cardoso Júnior, de 64 anos, agiu de forma intenci onal ao agredir a advogada Caroline Zanin Martins, irmã do ministro Cristiano Zanin, do Supremo Tribunal Federal (STF). Caroline foi agredida quando passeava com seus dois cães da raça corgi, em frente ao prédio onde mora em Perdizes, na zona oeste de São Paulo. Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que Rogério dá vários chutes nos animais e atinge a perna de Caroline. O inquérito policial, concluído na sexta-feira (20/10), afirma que Rogério assumiu o risco de também atingir Caroline ao agredir os animais. A Polícia Civil indiciou Rogério pelos crimes de lesão corporal dolosa e maus-tratos a animais. O caso foi registrado no 23º Distrito Policial da capital paulista. Caroline sofreu lesões corporais leves e um dos cachorros apresentava dor e sangramento após as agressões. Caroline afirmou que, como mulher e advogada, tem a missão de defender as mulheres e os animais para evitar que essa agressão se repita. Ela também acredita que o agressor não a teria atacado se ela fosse um homem. A reportagem tentou entrar em contato com a defesa de Rogério Cardoso Júnior, mas não obteve sucesso. O espaço está aberto para manifestação.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *