O Exército e a Polícia Militar realizam uma operação em busca de quatro metralhadoras roubadas.

0

São Paulo — Militares do Exército e da Polícia Militar estão participando, nesta terça-feira (31/10), de uma operação especial na região metropolitana para tentar localizar as últimas quatro metralhadoras que ainda não foram recuperadas após o roubo no Arsenal de Guerra de São Paulo.

A operação, autorizada pela Justiça Militar, está sendo realizada de forma integrada pelos policiais do Exército, tropa especializada do Comando Militar do Sudeste, e equipes do Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar. A ação conta com a participação de cerca de 45 militares e oito viaturas especializadas.

Conforme as investigações internas do Exército, 21 metralhadoras foram levadas do Arsenal, provavelmente entre os dias 5 e 8 de setembro, em uma ação que contou com a participação direta de militares. As armas, sendo 13 metralhadoras de calibre .50, capazes de derrubar aeronaves, e oito metralhadoras de calibre 7,62, capazes de perfurar veículos blindados, foram levadas para fora do quartel com o objetivo de serem negociadas com facções criminosas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Até o momento, 17 metralhadoras foram recuperadas: oito no Rio de Janeiro e nove em São Roque, no interior de São Paulo (foto destacada).

(Reportagem em atualização)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *