Netflix supera problemas causados pela greve em Hollywood e registra aumento de 19,9% no lucro, alcançando US$ 1,6 bilhão.

0
A Netflix obteve um lucro líquido de US$ 1,67 bilhão no terceiro trimestre, o que representou um aumento de 19,9% em compara ção com o mesmo período do ano anterior. A plataforma de streaming registrou receitas de US$ 8,54 bilhões entre julho e setembro, um crescimento de 7,8% em relação ao mesmo período de 2022.
A empresa destaca que atingiu 247,1 milhões de assinantes até o final do terceiro trimestre deste ano, um aumento de 10,8% em relação ao ano anterior. Houve também um acréscimo líquido de 8,76 milhões de assinaturas. Os resultados superaram as expectativas dos analistas de mercado.
O lucro por ação foi de US$ 3,73, além da estimativa de US$ 3,43 para o período. As receitas ficaram em linha com a projeção de US$ 8,54 bilhões. Na mensagem da administração que acompanha os resultados, a Netflix enfatizou que os resultados superaram suas projeções internas, com um aumento mais robusto no número de assinantes.
A empresa considera que as medidas implementadas no primeiro semestre, como a proibição do compartilhamento de contas, o lançamento de um pacote com anúncios e lançamentos globais, impulsionaram seus indicadores.
“Os últimos seis meses foram desafiadores para a empresa e para o setor devido à greve de atores e roteiristas de Hollywood”, afirma a Netflix no comunicado. A empresa diz que a robustez de suas produções globais ajudou a mitigar os efeitos da paralisação dos profissionais do cinema nessas áreas.
Para o quarto trimestre, a Netflix projeta um lucro líquido de US$ 956 milhões e receitas de US$ 8,69 bilhões. O lucro por ação deve ser de US$ 2,15.
Na América Latina, incluindo o Brasil, a Netflix alcançou 43,6 milhões de assinantes no período de três meses encerrado em setembro, um aumento de 9,3% em relação ao ano anterior. O acréscimo líquido de assinantes foi de 1,18 milhão de pessoas.
Na região, as receitas da plataforma de streaming totalizaram US$ 1,14 bilhão, um aumento de 11,6% em relação ao ano anterior. O crescimento foi impulsionado pelo aumento de 3% na receita média por assinante, para US$ 8,85.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *