Garden Lucky GOSSIP Ídolo do São Paulo critica a arbitragem brasileira: “Encenação”

Ídolo do São Paulo critica a arbitragem brasileira: “Encenação”

O pênalti assinalado para o Santos nos minutos finais do clássico contra o Corinthians no domingo (29/10) continua sendo tema de disc ussão entre os jogadores. Nesta segunda-feira (30/10), Diego Lugano, ex-zagueiro e comentarista, criticou a decisão do árbitro Anderson Daronco em marcar falta de Bruno Méndez em Soteldo após revisão no VAR. O ídolo do São Paulo também condenou a quantidade exagerada de simulações por parte dos jogadores no futebol brasileiro. Esse lance permitiu que a equipe santista buscasse o empate por 1 x 1 fora de casa.

“A situação é outra. Nos últimos anos, no Brasil, os árbitros adquiriram o hábito de considerar todo contato como falta. Falta é quando o jogador cai no chão devido ao impacto. Por isso, o futebol se torna um teatro, é encenado, o jogador que mais simula é o que mais engana o árbitro e, consequentemente, o VAR”, disse Lugano, durante participação no programa “Resenha da Rodada” da ESPN.

No lance, Soteldo avança pelo lado esquerdo da área do Corinthians e cai após o impacto com o pé de Méndez. Daronco não marca falta e alega que sua visão estava obstruída no momento do lance, mas após o VAR alertar sobre a possível penalidade, pede para analisar no monitor. Em sua avaliação, Daronco entende que Bruno Méndez “interrompe a passada” de Soteldo na área. Esse lance gerou revolta entre os torcedores corintianos, que reclamaram muito após a partida.

“Nem o árbitro nem o VAR nunca jogaram futebol, eles não sabem quando um contato é considerado falta e quando o contato é tão leve assim, e o jogador finge e se joga no chão. Soteldo faz uma encenação de Hollywood para enganar o VAR e o árbitro, que são muito fáceis de enganar. Obviamente, esse lance não é pênalti. Para eles, qualquer contato é considerado falta, e o jogador sabe disso”, completou Lugano.

O empate deixou o Corinthians em 14º lugar no Brasileirão, com 37 pontos, cinco pontos atrás do Goiás, time que está na zona de rebaixamento. Por sua vez, o Santos ficou em 16º lugar, com 34 pontos, logo acima dos goianos. Brigando para não serem rebaixados para a Série B, as equipes voltam a campo nesta quarta-feira, pela 31ª rodada da competição. O Corinthians enfrentará o Athletico-PR às 19h, na Neo Química Arena, enquanto o Santos enfrentará o Flamengo às 20h, no Mané Garrincha, em Brasília.

Quer ficar atualizado sobre tudo que acontece no mundo dos esportes e receber notícias diretamente no seu celular? Acesse o canal do Metrópoles no Telegram e não deixe de nos seguir também no Instagram!

O pênalti assinalado para o Santos nos minutos finais do clássico contra o Corinthians no domingo (29/10) continua sendo tema de discussão entre os jogadores. Nesta segunda-feira (30/10), Diego Lugano, ex-zagueiro e comentarista, criticou a decisão do árbitro Anderson Daronco em marcar falta de Bruno Méndez em Soteldo após revisão no VAR. O ídolo do São Paulo também condenou a quantidade exagerada de simulações por parte dos jogadores no futebol brasileiro. Esse lance permitiu que a equipe santista buscasse o empate por 1 x 1 fora de casa.

“A situação é outra. Nos últimos anos, no Brasil, os árbitros adquiriram o hábito de considerar todo contato como falta. Falta é quando o jogador cai no chão devido ao impacto. Por isso, o futebol se torna um teatro, é encenado, o jogador que mais simula é o que mais engana o árbitro e, consequentemente, o VAR”, disse Lugano, durante participação no programa “Resenha da Rodada” da ESPN.

No lance, Soteldo avança pelo lado esquerdo da área do Corinthians e cai após o impacto com o pé de Méndez. Daronco não marca falta e alega que sua visão estava obstruída no momento do lance, mas após o VAR alertar sobre a possível penalidade, pede para analisar no monitor. Em sua avaliação, Daronco entende que Bruno Méndez “interrompe a passada” de Soteldo na área. Esse lance gerou revolta entre os torcedores corintianos, que reclamaram muito após a partida.

“Nem o árbitro nem o VAR nunca jogaram futebol, eles não sabem quando um contato é considerado falta e quando o contato é tão leve assim, e o jogador finge e se joga no chão. Soteldo faz uma encenação de Hollywood para enganar o VAR e o árbitro, que são muito fáceis de enganar. Obviamente, esse lance não é pênalti. Para eles, qualquer contato é considerado falta, e o jogador sabe disso”, completou Lugano.

O empate deixou o Corinthians em 14º lugar no Brasileirão, com 37 pontos, cinco pontos atrás do Goiás, time que está na zona de rebaixamento. Por sua vez, o Santos ficou em 16º lugar, com 34 pontos, logo acima dos goianos. Brigando para não serem rebaixados para a Série B, as equipes voltam a campo nesta quarta-feira, pela 31ª rodada da competição. O Corinthians enfrentará o Athletico-PR às 19h, na Neo Química Arena, enquanto o Santos enfrentará o Flamengo às 20h, no Mané Garrincha, em Brasília.

Quer ficar atualizado sobre tudo que acontece no mundo dos esportes e receber notícias diretamente no seu celular? Acesse o canal do Metrópoles no Telegram e não deixe de nos seguir também no Instagram!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts