Garden Lucky GOSSIP Argentina: descubra as características dos candidatos que irão competir no segundo turno.

Argentina: descubra as características dos candidatos que irão competir no segundo turno.

A eleição para a presidência da Argentina será decidida em um segundo turno, que ocorrerá em 19 de novembro. Sergio Massa, can didato peronista da Unión por la Patria, está em primeiro lugar, com 36,5% dos votos, de acordo com mais de 95% dos votos apurados. Ele enfrentará Javier Milei, candidato ultraliberal de direita do Libertad Avanza, que obteve 30% dos votos válidos.

Massa teve um desempenho acima das expectativas, superando as pesquisas que previam um empate em torno de 30%. Enquanto Milei se manteve dentro da média prevista, Massa se destacou.

A presença do candidato causou confusão nas proximidades da Universidade Nacional Tecnológica.

Sergio Massa está liderando a disputa.

Javier Milei completou 53 anos no domingo (22/10).

Aproximadamente 23 mil argentinos votam no Brasil, com a votação sendo registrada na embaixada em Brasília e em 10 consulados.

A presença do candidato causou confusão nas proximidades da Universidade Nacional Tecnológica.

O candidato governista tem 51 anos e é o atual ministro da Economia da Argentina. Ele recebeu apoio do presidente Alberto Fernández e da vice-presidente Cristina Kirchner para concorrer. No Brasil, ele conta com o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de partidos de esquerda.

O advogado, de origem italiana, ingressou como militante no partido liberal de centro-direita Unión del Centro Democrático durante a adolescência. Em 2008, ele atuou como chefe dos ministros no governo de Kirchner. Massa brigou com a então presidente e se tornou um crítico, mas nos últimos anos eles retomaram a relação.

Antes de atuar no Executivo, Massa foi prefeito de Tigre e deputado federal por Buenos Aires. Ele também foi presidente da Câmara dos Deputados da Argentina e comandou a Administração Nacional da Previdência Social (Anses).

Javier Milei, de 53 anos, é economista e deputado federal. Ele venceu as primárias em agosto e era considerado favorito, mas acabou em segundo lugar.

Milei recebe apoio do ex-presidente Jair Bolsonaro e de seu círculo interno. Eduardo Bolsonaro, um dos filhos do presidente, estava na Argentina no domingo (22) em apoio ao candidato de direita, que também é admirador do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Milei propõe redução dos gastos públicos e o fechamento do Banco Central, mas suas posições polêmicas e radicais geram maior debate. Assim como Bolsonaro, ele é a favor da liberação da posse de armas e contra o aborto, que é legalizado no país. O candidato também propõe a comercialização de órgãos humanos e o fim da obrigatoriedade da educação escolar.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique atualizado! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts