A bolsa registra queda e o dólar apresenta alta diante das incertezas em relação à meta fiscal.

0
O Ibovespa encerrou em queda de 0,68%, atingindo os 112.531 pontos, no dia 30/10 (segunda-feira). Foi a segunda vez consecutiva e m que o principal índice da Bolsa brasileira (B3) foi negativamente impactado pelas declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na sexta-feira (27/10), Lula afirmou que não iria reduzir os investimentos prioritários e que seria “dificilmente” possível cumprir a meta de déficit fiscal zero para 2024.
No dia seguinte, o assunto foi trazido à tona novamente durante uma entrevista com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad. No entanto, Haddad não respondeu diretamente à imprensa sobre uma possível mudança da meta de déficit para o próximo ano, com base nas declarações do presidente.
Além do impacto na Bolsa, o problema também influenciou a cotação do dólar. A moeda americana fechou em alta de 0,67%, chegando a R$ 5,047 na venda, após atingir a mínima de R$ 4,973 e a máxima de R$ 5,060.
As taxas de juros futuros também foram afetadas negativamente pelas declarações de Lula e Haddad, apresentando um aumento significativo desde sexta-feira. Nesta segunda-feira, os contratos com vencimento em janeiro de 2026 subiram de 10,81% para 11,05%, enquanto os que vencem em 2028 aumentaram de 11,21% para 11,43%.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *